Ele é o meu Dudu e eu sou a Mimi dele…

Este é um cartão de aniversário para o meu querido (e por enquanto único) sobrinho. Se não quiser perder seu tempo com mimimi’s, favor parar por aqui a leitura deste post. Depois não diga que não avisei!

Luiz Eduardo Garcia Xavier ou, simplesmente, Dudu da tia Mimi.

Veja só que triste: mais um aniversário em que a tia Mimi não estará presente (seja na data exata – 17 de junho -, seja na maravilhosa festinha). E eu sei que, assim como a sua tia Mimi aqui, festinhas de aniversário são sua grande alegria. Afinal, tem como ser ruim ganhar todas as atenções, presentes e docinhos maravilhosos?

Tia Mimi não estava presente no seu nascimento também, já que por uma coincidência enorme (coincidência é quando duas ou mais coisas acontecem ao mesmo tempo, ainda que não tenham sido programadas, como passar aquele desenho demais do Bob Esponja bem no dia que você não precisou ir na escola) estava apresentando sua monografia da faculdade (monografia é um trabalho de escola bem longo e bem demorado de fazer, que obriga a gente a ler um monte de coisa legal e um monte de coisa bem chata. Se a gente não fizer direitinho, não passa de ano. E faculdade é a escola que a gente faz quando fica maior, para aprender aquilo que queremos ser quando crescer. No caso da tia Mimi, é para ajudar as pessoas a resolverem seus problemas, quando elas estão brigando, por exemplo, para saber qual delas é dona do carrinho do Hot Wheels encontrado no jardim da escola). Ou seja, a coincidência (que eu já te expliquei ali em cima) está no fato de que no mesmo dia a tia Mimi encerrava uma etapa importante da sua vida – acabava a faculdade e me tornava gente grande – iniciava outra: ser a tia Mimi do meu querido Dudu.

Mas saiba que, quebrando o protocolo (quebrar o protocolo é fazer alguma coisa que a gente não deve fazer, como meter o dedo no nariz na frente de pessoas que acham isso nojento, pois elas não entendem que é preciso limpá-lo quando está nos incomodando para respirar), a tia Mimi fez uma grande homenagem a você na apresentação da monografia, pois, afinal, virar sua tia Mimi era mais importante do que virar gente grande.

Mas a tia Mimi estava no aniversário de 1 ano, viu? Felizmente a paixão pela fotografia me permitiu ter provas desse fato e mostrar a você que não perdi todos as suas festinhas. Você pode não lembrar, pois a única coisa que sabia fazer na época era erguer o dedinho indicador (é o dedinho fura bolo) e mostrar qual era a sua idade. Mas eu juro que estava lá, correndo atrás de você como uma louca, com uma câmera enorme na mão, e tentando fotografar seus passos titubeantes (titubeante é quando a pessoa caminha como se fosse cair toda hora).

Quem diria que o tempo passaria tão rápido e você já estaria completando 6 anos? Nem cabe mais em uma mão mostrar a idade quando lhe perguntam e ficou muito fácil do que quando você tinha apenas 2 anos e os demais dedinhos (os dedidos seu minguinho, seu vizinho e mata piolho) precisavam ser segurados para que a idade fosse mostrada perfeitamente.

Pois bem, apesar de a tia Mimi estar longe e ter perdido muitos momentos especiais seus, saiba que estou sempre informada de suas mais recentes peraltices (peraltice é quando você apronta alguma coisa), como a que levou você a ficar de castigo por um mês e quase acabou com sua festinha de aniversário. Também fico sabendo dos momentos em que está doentinho e das visitas ao Dr. Abraão, que um dia já foi o meu pediatra.

Mas o que eu queria te falar mesmo é que você está fazendo 6 anos e isso é uma mudança muito grande na sua vida. A partir de agora a escola vai deixar de ser só aquela folia e brincadeira que sempre foi, já podendo você, por exemplo, ler sozinho este cartão que a tia Mimi está lhe enviando. A partir de agora a mamãe e o papai vão exigir mais dos seus estudos e você começará a ter tarefas de casa determinadas pela professora. Você completou exatamente  metade do tempo necessário para deixar de ser criança e se tornar um adolescente.

Porém, não tenha pressa em percorrer essa outra metade do caminho. Aproveite tudo que a infância pode lhe oferecer, principalmente as brincadeiras. E, justamente por isso, o presente que estou enviando este não será roupas ou calçados, pois tem por intuito manter as brincadeiras vivas em seu cotidiano. Tenho orgulho de saber que fui a responsável por inserir o tênis All Star (preto e com cordinhas) na sua vida, mas o Bob Esponja e o Patrick imploraram para irem até aí fazerem companhia ao Dino e ao Sapo.

Bem, este cartão de aniversário já ficou grande demais para um menino de apenas 6 anos, cujos minutos são eternidades e devem ser gastos com coisas bem mais interessantes do que um monte de palavras difíceis e escrita truncada (truncado é o mesmo que difícil de entender), com diversos apostos (este vou deixar para você aprender na escola) e parênteses (estes quase C que separam as frases, como esta aqui) que dificultam a leitura, principalmente de alguém ainda em alfabetização (alfabetização é quando se está aprendendo a ler e escrever, ou seja, o que está acontecendo com você agora).

Tenho certeza que muito do aqui escrito não será compreendido perfeitamente por você, mas este é um cartão de aniversário para ser relido em outras épocas de sua vida. Por isso que, caso você o perca, a tia Mimi garantiu que uma cópia estaria em seu blog (é um lugar na internet, assim como os seus joguinhos), podendo ser relido quando você sair do castigo que te impossibilitou de usar o computador.

Comporte-se, mas também seja muito criança e aproveite tudo o que isso significa, a começar por sua festa de aniversário. Prometo que ainda compartilharei muitas festas assim com você.

Amo você, coisa gostosinha gremista.

Sua tia Mimi.

PS: Este é o cartão de aniversário que estou enviando ao meu sobrinho pelos seus 6 anos, completados no último dia 17. Está aqui no blog por duas únicas razões: porque outras tantas pessoas especiais ganharam cartões neste espaço de “soberbas amenidades” e porque assim fica garantido que, um dia, quando capaz de compreender cada uma das palavras aqui escritas sem as explicações por mim fornecidas, poderá relê-lo com nostalgia de uma das fases mais importantes de sua vida.
Anúncios

7 responses to this post.

  1. Posted by Beta on 20 de junho de 2011 at 22:46

    Lindo e muito criativo, como sempre! Adorei!!!

    Responder

  2. Posted by Sâmia on 20 de junho de 2011 at 23:04

    Óóóóó… que coisas mais lindas! O seu sobrinho, vc e o cartão! Tbm adorei!

    Responder

  3. Posted by André Moraes on 23 de junho de 2011 at 22:02

    Lindo. Aposto que ele vai amar, tanto hoje quanto na época em que puder compreender plenamento todas as palavras.

    Responder

  4. […] os cartões de aniversário, que foram 4 (quatro) – amiga, amigo, sobrinho e namorado – e encabeçam a categoria […]

    Responder

  5. […] por aniversários. Mais ainda se for o meu. Mas não exclusivamente, como vocês podem perceber aqui, aqui, aqui e aqui. E nos últimos anos as comemorações se intensificaram com a inclusão da […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: