Este não é mais um cartão de aniversário!

Ok! Eu menti no título. Este é, sim, mais um cartão de aniversário #mimimi. Por isso, se você não está afim de ler coisas do gênero, acho bom parar por aqui. Ao menos eu aviso, como fiz aqui e aqui.

Hoje é aniversário do meu Gui, mas saibam que o uso do pronome possessivo não significa que eu o seja, pois uma das coisas que aprendi com ele foi, justamente, que amar é libertar.

Completar um quarto de século não é tarefa árdua. Não apenas pelo aparente peso de já se ter atingido um terço da expectativa de vida do brasileiro, mas também por ser, geralmente, a idade em que muitos ciclos se fecham, enquanto outros tantos se iniciam. E, no seu caso, pode-se dizer que as premissas são verdadeiras.

Para os que não sabem, nós nos conhecemos por acaso, naquelas situações que requerem uma infinidade de acontecimentos que, se programados, provavelmente não ocorreriam: se não tivesse deixado de sair com a amiga e o namorado; se não tivesse chamado outra amiga para fazer algo; se não tivéssemos decidido comer pizza na casa de terceira pessoa; se não tivesse sido provocada a dar meu telefone; se não tivesse mandado aquela DM; se não tivesse aceitado aquele abraço… Foram tantos se em nossos caminhos que até o namoro começou assim, dependendo.

Primeiro eu achei que não tínhamos nada a ver: ele é da gastronomia, eu sou do direito; ele é rock, eu sou mpb; ele com 23, eu com 29; ele é fogo, eu sou ar; ele é agora, eu sou amanhã. Nem os amigos acreditaram que dariam certo e muitas foram as pessoas que torceram contra.

Relutei em aceitar sua presença na minha vida, mas deixei que secasse minhas lágrimas. Limitei seu espaço no meu dia-a-dia, mas aceitei aquele abraço que tanto precisava; criei distrações e joguei meu foco em pessoas e coisas diversas, mas acabava os dias recebendo seus carinhos em uma mensagem. E quando tudo parecia estar próximo do fim, ele soube me libertar, momento em que finalmente me prendeu, conquistando não apenas o meu amor, mas também minha admiração.

Hoje, quando encaramos juntos mais um desafio – a distância diária imprescindível para o crescimento profissional de ambos -, percebo que as nossas iniciais aparentes diferenças são, na verdade, complementos que tornam nossa união ainda mais graciosa.

Se em outros tantos momentos as palavras são fartas e preciso controlar meus impulsos prolixos, hoje elas parecem me faltar. Talvez porque o necessário já tenha sido dito pessoalmente, olhos nos olhos, ou porque a saudade já prenuncia seus primeiros sintomas, tornando embargada não apenas a fala, como também a escrita.

Por isso, encerro aqui este arremedo de cartão de aniversário, na certeza de que o presente, hoje, quem recebe sou eu, pois de uma maneira torta consegui trazer para a minha vida alguém que me faz deveras feliz.

Feliz aniversário, meu Gui – que também é de todos, pois seu coração é tão grande quanto os seus 2,05m de altura. Que a vida seja sempre generosa com teus esforços e que as dificuldades sejam redondas, para facilitar quando as empurrar para longe. E saiba que os percalços serão sempre transpostos comigo segurando a tua mão e dizendo “vai dar tudo certo“.

Loveiú, chuchu!

Anúncios

20 responses to this post.

  1. Vcs são fofos:)

    Responder

  2. Posted by Alysson Jose on 16 de agosto de 2011 at 11:42

    Oinn que bunitinhu… =)
    É realmente interessante como as coisas acontecem na vida, não acredito em destino, acredito sim no poder de nossas escolhas. Nossa vida é e sempre será regida por nossas escolhas entre vários “e se”. E se eu vou pra essa festa? e se eu ponho essa roupa? E se eu fico em casa?. Pelo jeito vocês são a prova de que os opostos se atraem, parabéns ao casal e claro, ao gastrobirra pelo seu aniversário.

    Responder

  3. Seus lindos! Conheço há dias, praticamente, mas é visível aos amigos e os que os cercam o quanto são cúmplices, são apaixonados, se divertem e são felizes juntos. Livres, mas com uma ligação muito bonita.

    Gosto muito dos dois.
    Feliz aniversário, Birra! 😉

    Responder

  4. Esta mulher sabe como fazer um homem chorar e balançar! Muito obrigado meu amor! Este 1 ano 1/2 que estamos juntos aprendi muito contigo e com certeza vc comigo.
    É muito bom ver os amigos dizendo muito sobre nós e principalmente vc por ter aturado muito!
    Obrigado e espero que este 1 ano 1/2 durem muitos mais e com esta mesmo vontade que sempre tivemos de estar juntos.
    Obrigado aos amigos por estarem ao meu lado e pelas companhias de boas cervejas!
    Obrigado mais uma vez meu amor! E principalmente por apoiar esta criança maluca aqui!
    Beijos e loviu!

    Responder

  5. Posted by Amanda Reis on 16 de agosto de 2011 at 13:59

    ~Meu “zóinho” encheu d´água~

    Primeiro, parabéns ao Gui tudo de muito bom sempre!
    Segundo, parabéns ao casal lindo de viver (como diz a Vovó Hebe)!
    Felicidades ao dois!

    Quero bolo, mande via sedex, grata! 😛

    Responder

  6. Posted by Sâmia on 16 de agosto de 2011 at 19:51

    Parabéns ao Gui e ao casal tão fofo!!

    Responder

  7. Posted by Marisângela on 16 de agosto de 2011 at 23:21

    Que lindo! Eu gosto de ler coisas #mimimi….
    Eu fico muito feliz por ver que você encontrou alguém complementar, Mi…
    Não conheço o Gui pessoalmente, mas passei aqui para dar parabéns a quem tem feito minha amiga muito feliz…é muito bom ver a felicidade de quem queremos bem!

    Felicidades, saúde e sucesso aos dois!

    Beijos

    Responder

  8. Posted by Beta on 17 de agosto de 2011 at 03:20

    Eu amo cada um em separado e consigo amar ainda mais os dois juntos. Preciso dizer mais alguma coisa? Beijo, gigante Guigui. Beijo, Mimica.

    Responder

  9. Posted by André Moraes on 17 de agosto de 2011 at 15:32

    Adorei.

    Que continueM assim sempre, sempre, sempre.

    Não os conheço pessoalmente, mas sei que são pessoas maravilhosas. Lindo texto, Michele e…. claro, PARABÉNS GUILHERME!

    Abraços

    Responder

  10. […] os cartões de aniversário, que foram 4 (quatro) – amiga, amigo, sobrinho e namorado – e encabeçam a categoria […]

    Responder

  11. […] aniversários. Mais ainda se for o meu. Mas não exclusivamente, como vocês podem perceber aqui, aqui, aqui e aqui. E nos últimos anos as comemorações se intensificaram com a inclusão da minha […]

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: