Archive for the ‘sorteio’ Category

Promoção: “O menino do pijama listrado”

Encerrei a leitura do livro O menino do pijama listrado essa semana. Devorei-o em três dias. História batida, por certo – nazismo, campo de concentração, relação entre os deste lado com os daquele lado -, mas nem por isso menos interessante.

 

Foto: Divulgação

Não assisti ao filme baseado no livro e de mesmo título. Apenas vi o trailer e, como comumente ocorre nas transformações de obras literárias em filmes, muita coisa foi alterada para prender a atenção do público na telona. Além disso, minha imagem do personagem principal – Bruno -, filho de um comandante nazista, e do menino – Schmel – judeu polonês, era bem diversa  dos atores escolhidos para protagonizarem o filme. A começar pelo fato de que, mesmo com a mesma idade – nascidos no mesmo dia e ano, como gêmeos (nas palavras de Bruno) -, o livro acentua as diferenças físicas entre ambos: ainda que Bruno fosse mais baixa que a média dos meninos de sua idade (9 anos), Schmel é descrito como mais franzino que ele. Tanto que Bruno se espanta ao saber que possuem a mesma idade, muito embora não comente esse fato com Schmel, já que conhece os dilemas das chacotas daí advindas. Pelo poster do filme já podemos perceber que, salvo o corte de cabelo, sequer o peso dos meninos os distingue.

No que tange ao livro e sua história, trata-se de uma narrativa feita a partir do olhar de um menino de 9 anos – Bruno -, que pouca, ou nenhuma, noção tem das coisas que acontecem a sua volta. A imagem do pai, como um bom soldado (o melhor de todos, na verdade), é mantida do início ao fim (no trailer já se pode observar uma cena e em que Bruno questiona a bondade paterna para com os demais).

A pouca idade e a época em que vivia o tornam desconhecedor da realidade de seu país, sendo o Fúria apenas o chefe mal educado de seu pai (mas que tem grandes planos para ele). Do mesmo modo sua mudança com a família para Haja-Vista, na Polônia – sendo Schmel quem lhe dará essa informação, de que se encontra na Polônia e não mais na Alemanha.

Abstraindo-se a questão de fundo (o nazismo) – coisa que o próprio autor do livro faz, ao passo que Bruno não sabe pronunciar FuhrerAuschwitz e os termos que ligam a história ao nazismo não são citados em boa parte do livro -, tem-se uma história, mais atual do que nunca, de preconceitos, intolerância e violência. Ainda que figurado em uma criança, tornando-o melhor aceito, Bruno corresponde às pessoas que negam a existência de racismo, de homofobia, de sexismo, de preconceitos de um modo geral ou que não querem enxergar a intolerância presente nos comentários mais comuns do dia-a-dia.

Bruno personifica a imagem do eu não sou machista/homofóbico/racista/preconceituoso, pois até tenho um(a) amigo(a) feminista/gay/negro/diferente do padrão imposto e irá até as últimas consequência – não quistas, claro – por conta de sua ignorância.

Os trechos que mais me agradam no livro são quando Bruno não compreende como Schmel pode ser triste se tem um monte de meninos para brincar com ele, ao passo que ele não tem nenhum, ou não gostar do fato de poder usar pijama o dia inteiro.

Não fosse Bruno uma criança, provavelmente seria um protagonista odiado por seus leitores. Até mesmo sua aparente compaixão por Schmel ignora por completo a situação em que esse se encontra, já que os alimentos que a este leve são consumidos, no mais das vezes, no trajeto até o ponto da cerca em que se encontram, uma vez que longo o trecho percorrido e a fome o compele a tanto, como se essa pudesse se comparar à fome que Schmel sente, não apenas por comida, mas por liberdade.

Sem trazer mais spoilers do livro, vou ao que interessa.

Sempre fui adepta às ideias de deixar livros em locais públicos para que outra pessoa o encontre, leia e depois faça o mesmo. Até já encontrei um livro assim, mas o assunto não me interessou, por isso deixei para outra pessoa a leitura.

Logo, já tendo eu lido o livro O menino do Pijama Listrado e não havendo razão para deixá-lo mofando em casa, em meio a tantos outros que, ao revés, aguardam por ser lidos, vou sorteá-lo entre os integrantes do twitter. Condiciono o sorteado, contudo, a fazer o mesmo depois da leitura, permitindo que o livro seja passado de mão em mão, mas assim possibilitado via internet.

Para ganhar, basta twittar a seguinte frase: “Quero o livro que a @MicMX está sorteando, prometo que lerei e após também o sortearei: http://kingo.to/tR3.

Não precisa me seguir no twitter ou dar RT aos twettes em que eu me referir à promoção. Basta copiar o texto acima e twittar como se seu fosse. Desde que haja o meu @MicMX e o endereço do kingo, a pessoa já estará participando. Repiso que a única exigência – que na prática não terei muito como cobrar, senão pentelhando a pessoa no twitter – é que a pessoa leia o livro e, após, também o sorteie. Ah! Não vale, igualmente, twitters destinados apenas a concursos (serão desclassificados caso sorteados).

Para os que leem o blog, mas não possuem twitter, vou fazer o seguinte: no caso de o sorteie.me sortear o meu nome – até porque divulgarei a promoção muitas vezes e posso acabar sendo sorteada -, faço um sorteio entre aqueles que deixarem um comentário aqui no blog (neste post). Vale concorrer pelas duas formas. As exigências continuam as mesmas: sortear o livro após a leitura, seja pelo meio que for.

Vamos, então, participar e divulgar?

 

________________________________x____________________________________

Para incrementar o sorteio, que tal ler o livro degustando duas cervejas da cervejaria artesanal Eisenbahn (se é que assim ainda pode ser chamada, após a compra pelo grupo Schincariol) – uma Strong Golden Ale e uma Pale Ale -, de Blumenau/SC.

O livro permanece com os mesmos requisitos: ser sorteado ou passado adiante (de qualquer modo) após sua leitura. Caso você já o tenha lido, pode apenas degustar as cervejas e passar o livro para outra pessoa, anotando na contracapa (se, assim como eu, quiser) que ele já esteve em suas mãos.

Basta dar RT na frase acima (o link “http://kingo.to/tR3 precisa estar no twitte, senão não funciona) e não precisa me seguir no twitter. Ou deixe um comentário aqui no blog.

Ficou melhor agora?

 

PS: Em tempo: o sorteio será dia 11 de março, às 20h, sendo divulgado o resultado aqui e no twitter.

_______________________x_______________________

E o vencedor do sorteio foi o Thiago Bianchi. Link do sortei.me: http://sorteie.me/1FyY46

Parabéns.

%d blogueiros gostam disto: